Arquitectura

As influências do Românico e do Gótico em Portugal produziram algumas das suas catedrais mais imponentes – monumentos que vale a pena visitar durante as suas férias. No final do século XVI assistiu-se ao desenvolvimento de um estilo marcadamente nacional – o Manuelino – que sintetiza várias influências numa arquitectura elaborada e exuberante.

Alguns dos mais notáveis exemplos da arquitectura portuguesa incluem o Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, com um deslumbrante estilo manuelino; a Sé de Lisboa, com uma sólida fachada em estilo românico; o Mosteiro de Alcobaça; o Convento de Cristo, em Tomar; o Mosteiro da Batalha, de estilo Gótico Tardio; a Torre dos Clérigos, no Porto; e a Sé de Braga, também em estilo românico.

Dois arquitectos portugueses contemporâneos conquistaram fama internacional graças à originalidade, conceito e funcionalidade dos seus projectos. Álvaro Siza Vieira tornou-se famoso com a Casa de Chá da Boa Nova, em Leça da Palmeira, e o Museu de Arte Contemporânea da Fundação de Serralves, no Porto. Eduardo Souto Moura é mais conhecido pelos seus projectos residenciais, embora recentemente tenha assinado o projecto da nova Casa das Histórias de Paula Rego, um museu dedicado a esta consagrada pintora portuguesa.

Siza Vieira e Souto Moura foram galardoados com o Prémio Pritzker de Arquitectura, da Hyatt Foundation, em 1992 e 2011 respectivamente, pelos seus notáveis trabalhos no domínio da arquitectura.

Faixa publicitária


Utilizamos cookies para fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a nossa utilização de cookies.