Guarda

Descubra o distrito da Guarda, um destino inesquecível onde os monumentos históricos o conduzem aos primórdios da nação.

Fundada no século XII pelo segundo rei de Portugal, D. Sancho I, Guarda insere-se na paisagem montanhosa da Serra da Estrela e é considerada a cidade mais elevada do país, impondo-se a uma impressionante altura de 1056 metros. A Torre é o pico mais elevado da Serra (1993 metros), bem como o mais alto de Portugal continental, e acolhe a famosa estância de esqui do Parque Natural da Serra da Estrela.

Nas proximidades encontram-se as pitorescas localidades serranas de Seia e Manteigas, locais esplêndidos em qualquer altura do ano, quer prefira esquiar nas belas encostas cobertas de neve ou passear tranquilamente junto ao rio Zêzere.

Conhecida pelo seu importante papel durante a Idade Média, Guarda ainda mantém muitos dos seus colossais castelos que outrora fortificaram o país. Estes podem ser visitados em vilas como Figueira do Castelo, Pinhel e Almeida. Não perca também o Castelo do Sabugal e o Castelo de Sortelha, símbolos máximos do estilo de inspiração militar que caracteriza estas estruturas monumentais.

Trancoso é uma das cidades mais interessantes do distrito da Guarda, graças aos seus inúmeros monumentos religiosos, ao bairro judeu medieval e ao seu ambiente rústico e tradicional. Viaje no tempo, para lá da Idade Média, e visite o fascinante Parque Arqueológico de Foz Côa – um local que abriga a maior colecção de gravuras a céu aberto do Paleolítico de todo o mundo.

Locais a Visitar

Locais históricos e culturais

Sé da Guarda (Guarda)
A Sé catedral impõe-se no coração da Guarda e é o principal símbolo do distrito. Embora a sua construção tenha sido iniciada em finais do século XII, no reinado de D. João I, a catedral foi apenas concluída no século XVI. Devido ao longo período de construção do edifício, o monumento apresenta uma combinação de arquitectura gótica e manuelina. No século XIX, o arquitecto português Rosendo Carvalheira restaurou partes da catedral – um dos melhores trabalhos revivalistas realizado no país.

Museu da Guarda (Guarda)
Deixe de lado os seus guias de viagem e descubra as origens remotas da cidade neste convidativo museu. Organizado em várias secções e temáticas, desde a geografia e economia aos trajes tradicionais, arte e artesanato regionais, este museu incide sobre o património histórico deste notável distrito.

Bairro judeu (Guarda)
Durante a Idade Média, Guarda acolheu uma comunidade judaica que contribuiu amplamente para o desenvolvimento económico e social da região. No século XV, os judeus portugueses tornaram-se vítimas de perseguição feroz da Inquisição, tendo sido forçados a converter-se ao Catolicismo ou a abandonar o país. Passeie pelas suas ruelas calcetadas e silenciosas com casas baixas e observe os vestígios de muralhas medievais e passagens estreitas que parecem conduzir ao passado. Em Trancoso, visite a Casa do Gato Negro, um edifício antigo que terá sido a casa de um rabino ou talvez uma sinagoga.

Dólmen Corgas da Matança (Fornos de Algodres)
Também conhecido por Orca de Corgas da Matança, este dólmen é uma extraordinária relíquia que ofereceu aos seus visitantes um maior conhecimento dos povos que habitaram a península Ibérica durante o Período Paleolítico. Nove pedras em forma de pilar (algumas com gravuras) e uma grande pedra horizontal compõem este impressionante monumento megalítico, com 4 metros de altura.

Sepulturas escavadas nas rochas (Fornos de Algodres)
O município de Fornos de Algodres é bastante procurado pelos amantes da história graças às suas sepulturas escavadas – um vestígio impressionante da Idade Média. Uma das características comuns a estas sepulturas é o facto de terem sido descobertas em grupos, naquilo a que se assemelha a uma necrópole. As aldeias de Vila Ruiva e Forcadas também possuem alguns locais de interesse e merecem uma visita.

Parque Arqueológico de Foz Côa (Vila Nova de Foz Côa)
O Parque Arqueológico de Foz Côa é um local protegido conhecido por deter uma das maiores e mais importantes colecções de arte paleolítica da Europa. Desde a sua descoberta em 1991, mais de 20 grupos de rochas com gravuras de seres humanos e de elementos naturais foram descobertos no Vale do Côa – uma magnífica representação das primeiras habilidades artísticas do Homem.

Rota dos 20 Castelos da Guarda (Guarda)
Descubra este passeio verdadeiramente excitante e faça uma viagem inesquecível pela época medieval da Guarda. Com mais de 20 castelos à sua espera, bem como aldeias e ruínas históricas, terá a oportunidade de explorar a cidade da Guarda e de visitar alguns dos castelos dos distritos vizinhos de Castelo Branco e Coimbra.
Faixa publicitária