Guimarães

Situada no distrito de Braga, a pitoresca cidade de Guimarães é um dos mais importantes destinos históricos do país. D. Afonso Henriques, o primeiro rei de Portugal, escolheu esta antiga cidade romana como capital do Reino de Portugal após a sua vitória na Batalha de São Mamede em 1128. Conhecida como “Berço da Nação”, Guimarães é um local fascinante para visitar, com o seu orgulhoso castelo e bem preservado bairro medieval. A cidade foi classificada como Património Mundial pela UNESCO em 2001.

Esta encantadora cidade histórica é um labirinto de vielas sinuosas ladeadas por casas antigas decoradas com estatuária que conduzem à bela praça principal, o Largo da Oliveira, e ao antigo Palácio Ducal. A melhor altura para apreciar o ambiente medieval de Guimarães é a primeira semana de Agosto, durante a qual se celebram anualmente as Festas Gualterianas (realizadas desde 1452), com um importante mercado de artesanato de estilo medieval, feira de artes e animado desfile de trajos antigos.

Guimarães irá ser a Capital Europeia da Cultura em 2012, celebrando o evento com uma grande variedade de espectáculos, eventos e exposições. 

Locais a Visitar

Castelo de Guimarães
A imponente torre de menagem do castelo de Guimarães domina todo o horizonte. Este castelo em forma de escudo foi construído no século X para proteger a cidade dos invasores e ampliado no século XII, passando a ser usado como arsenal e palácio. Segundo a lenda, o primeiro rei de Portugal nasceu aqui. Os visitantes podem caminhar ao longo das muralhas do castelo e visitar a pequena capela românica de São Miguel. Em 1910, o castelo foi classificado como monumento nacional.

Paço Ducal
O Palácio Ducal exibe invulgares influências arquitectónicas do Norte da Europa. Construído no século XV pelo primeiro Duque de Bragança, este impressionante edifício acabou por ser abandonado e cair em ruína, tendo sido restaurado durante a ditadura de Salazar. O museu e as salas principais abrigam belas peças de mobiliário renascentistas, soberbas tapeçarias flamengas e tapetes persas. O Palácio está classificado como monumento nacional e é hoje usado como residência oficial do Presidente da República.

Mosteiro de Nossa Senhora da Oliveira
A igreja do Mosteiro de Nossa Senhora da Oliveira foi fundada por D. Afonso Henriques e restaurada no reinado de D. João I para comemorar a sua vitória na Batalha de Aljubarrota, em 1385. Famosa pela torre em ornamentado estilo Manuelino, a igreja é também conhecida por uma curiosa lenda local segundo a qual teria sido plantada à sua frente uma oliveira para fornecer de azeite as lâmpadas de altar. Contudo, a árvore acabou por secar e morrer. Mais tarde, um comerciante colocou uma cruz no local e a oliveira regressou milagrosamente à vida! Infelizmente, a oliveira actualmente situada no local não é a original.

Museu de Alberto Sampaio
O Museu de Alberto Sampaio preserva uma das mais valiosas colecções de arte sacra, azulejos, prataria e escultura do país. São de particular interesse a túnica em cota de malha supostamente usada pelo Rei D. João I na Batalha de Aljubarrota e um tríptico em prata representando a Visitação, a Anunciação e o Nascimento de Cristo.

Teleférico da Penha
O Monte da Penha oferece aos visitantes soberbas vistas panorâmicas sobre Guimarães. Para aí chegar, estes poderão tomar o teleférico, que proporciona não só uma cómoda alternativa aos transportes rodoviários como oferece uma bonita vista aérea da cidade.
Faixa publicitária