Olhão

A cidade de Olhão é uma óptima surpresa. Sendo o maior porto do Algarve e uma cidade piscatória cheia de animação, Olhão abriga também algumas das paisagens mais encantadoras da região e algumas das melhores praias da Europa.

A cidade em si é uma mescla de cenários e sons que evidenciam uma vida centrada no mar. A pesca foi desde sempre o principal meio de subsistência da população e a sua importância faz-se sentir a todos os níveis, desde o porto que se enche de actividade quando os barcos regressam da faina à incrível diversidade de peixe e marisco expostas nas bancas do mercado. Os pescadores de Olhão são figuras míticas e amplamente reconhecidos pela sua perícia – piscatória e culinária! A abundância de marisco na zona, aliada ao talento para os transformar em pratos absolutamente deliciosos, granjeou a Olhão a reputação de capital gastronómica do Algarve. Os restaurantes de peixe da cidade servem deliciosas especialidades locais, e em meados de Agosto realiza-se o Festival do Marisco, uma festa ao ar livre durante seis dias, com muita comida, bebida, música, dança e, claro... muito marisco.

A uma pequena distância de barco encontram-se os tesouros naturais de Olhão: a magnífica Reserva da Ria Formosa e as longas praias imaculadas das ilhas da Culatra e de Armona.

Olhão encontra-se no coração da Reserva Natural da Ria Formosa, uma rede intrincada de lagoas, canais, salinas e areais separados do Atlântico por um conjunto de ilhas que se estendem de Faro até à aldeia de Cacela Velha, perto de Tavira. Santuário de flora e de vida selvagem, os sapais férteis do estuário são o território de acasalamento de várias espécies de aves, peixes e crustáceos. Os barcos que partem do porto e da marina de Olhão oferecem passeios pela miríade de canais e salinas. Por outro lado, o Centro de Educação Ambiental de Marim organiza percursos que permitem conhecer a fauna e flora da região, bem como visitas ao centro de reprodução do cão de água português e explicações rigorosas sobre o processo de extracção do sal.

Tal é a beleza da Ria Formosa que nada prepara os visitantes para aquilo que se encontra para lá das ilhas da Culatra e de Armona. Quando se desembarca no molhe de Culatra, os passadiços seguem pelas zonas dos pescadores e levam os visitantes por dunas, lagoas e praias tão extensas que desaparecem no horizonte. Longe ficam as motas de água, as fileiras de guarda-sóis e os pregões dos vendedores de gelados. Aqui encontrará apenas extensas dunas desertas e o mar cintilante, agitado somente pelas gaivotas que aí descansam. A vizinha ilha de Armona é igualmente bela. Existe uma aldeia de pescadores que rodeia a praia na ponta ocidental e um parque de campismo com condições para a prática de desportos aquáticos. Porém, se caminhar para leste, na direcção da Fuseta, será surpreendido por uma praia aparentemente infindável onde poderá desfrutar de momentos de paz e tranquilidade inesquecíveis.

Situado por detrás da nova marina de Olhão, de onde partem os barcos em direcção às ilhas, o Real Marina Hotel & Spa oferece quartos espaçosos com vistas sobre o mar e a Reserva Natural da Ria Formosa, além de um spa completo, diversões para as crianças e piscinas com esplêndidos terraços. Se preferir a autonomia de um apartamento com serviços, o vizinho Real Marina Residence oferece uma ampla gama de apartamentos contemporâneos e bem decorados com acesso a todas as facilidades do hotel – um ponto de partida único para desfrutar de um cenário espectacular!

Faixa publicitária


Utilizamos cookies para fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a nossa utilização de cookies.