Vila Real

Situada nos sopés das imponentes encostas da Serra do Marão, Vila Real é uma cidade pequena mas animada no nordeste de Portugal. Fundada pelo Rei D. Dinis em 1289, Vila Real desempenhou um papel importante na história do país. Foi a cidade natal de Diogo Cão, o primeiro explorador a chegar ao rio Congo, e de António da Silveira Pinto da Fonseca (conhecido como Conde de Amarante), membro influente do Exército português que liderou várias revoluções contra os Liberais. Muitos aristocratas construíram grandes palácios na cidade durante os séculos XVI e XVII, que granjeou à cidade o seu nome “Vila Real”.

Esta cidade é o ponto de partida ideal para explorar o vale do Douro e seguir a famosa Rota do Vinho do Porto. Este nasce nas propriedades vinícolas no sul da cidade, cultivadas em socalcos nas margens íngremes do rio. O início do Outono é a melhor altura para visitar este local, já que muitos proprietários das quintas acolhem os visitantes e poderá observar os trabalhadores a apanhar as uvas, que cantam muitas vezes enquanto trabalham. Durante séculos, a agricultura foi um importante meio de subsistência nesta região.

Existem muitas vilas e aldeias encantadoras nas proximidades de Vila Real, como Peso da Régua e Sabrosa, que ostenta casas do século XV e vinhedos sobranceiros ao rio Pinhão. Prove alguns dos excelentes vinhos da região, incluindo os de Mesão Frio e Murça, uma vila também conhecida pelo mel, queijo de cabra e fumeiro locais. A cidade histórica de Chaves é famosa pelas suas termas e pela ponte romana, construída por volta de 100 a.C. Também merecedoras de uma visita são as vilas de Bisalhães, com a sua cerâmica escura, e Boticas, onde poderá provar o famoso vinho dos mortos, que é enterrado nas adegas para amadurecer.

Locais a Visitar

Palácio de Mateus (Vila Real)
O esplêndido solar do Palácio de Mateus está retratado nos rótulos do famoso vinho Mateus rosé. Construído no século XVIII, o edifício apresenta uma impressionante fachada barroca e pináculos ornamentados no telhado. Os jardins bem cuidados integram estátuas elegantes e um maravilhoso lago diante do palácio. Realizam-se regularmente eventos musicais no palácio e estão disponíveis visitas guiadas.

Santuário de Panóias (Vila Real)
Este antigo santuário próximo de Vila Real foi usado como lugar de devoção e sacrifício de animais. Remontando ao século III, este local único é composto por três enormes penedos de granito com cavidades escavadas. Os escritos em latim e grego descrevem os rituais realizados no local, em primeiro lugar usado pelas tribos devotas do deus Serapis e mais tarde pelos Romanos, Celtas e Visigodos que realizavam sacrifícios em nome dos seus deuses.

Parque Natural do Alvão
Descubra a beleza imaculada do Parque Natural do Alvão, uma área protegida que se estende por mais de 7220 hectares com dois territórios distintos: uma zona montanhosa frequentemente coberta de neve e uma zona basáltica de vales fluviais. Entre as espécies raras presentes no parque contam-se o lobo-ibérico e a águia-real, bem como uma enorme diversidade de árvores e plantas. Os visitantes podem praticar rafting nos inúmeros cursos de água ou admirar a paisagem virgem com quedas de água e aldeias tradicionais, construídas com ardósia e xisto.

Igreja de Santa Bárbara (Boticas)
Esta antiga igreja paroquial contém um pelicano de madeira do século XVII na sacristia. Segundo a lenda local, a ave feriu o seu próprio peito para alimentar as crias com o seu sangue, simbolizando a forma como Jesus Cristo derramou o seu próprio sangue pelo seu povo.

Ponte de Pedrinha (Boticas)
Esta ponte medieval contém cinco arcos que atravessam o rio Beça. Segundo a lenda, os mouros que construíram a ponte trabalharam apenas durante a noite porque tinham medo de ser mortos durante o dia. Os trabalhadores tiveram de fugir antes de terminarem a ponte, mas faltava apenas colocar uma pedra, por isso ficou conhecida como a Ponte da Pedrinha.

Igreja Matriz do Divino Salvador (Ribeira de Pena)
Esta modesta igreja do século XVIII é o monumento mais importante de Ribeira de Pena. As suas características mais notórias são a fachada barroca, o altar elevado e as belas cadeiras confessionais de madeira. Este foi também o local onde o escritor Camilo Castelo Branco se casou aos 16 anos.

Ponte de Arame ou Ponte Pênsil (Ribeira de Pena)
A Ponte Pênsil é uma ponte suspensa de arame que atravessa o rio Tâmega, ligando as vilas de Ribeira de Pena e Santo Aleixo d’Além Tâmega. A ponte com 20 m de comprimento é uma fascinante atracção histórica, estando suspensa em mais de 100 cabos de arame torcidos, com dois cabos de aço que suportam a ponte. Foi construída para servir as populações de ambas as margens do rio, e até 1963 constituiu a única travessia para os habitantes locais.

Parque de Lazer de Bragadas (Ribeira de Pena)
Este parque rodeado por pinheiros está situado numa bonita zona florestal e oferece aos visitantes um espaço para descontrair ao ar livre. É ideal para grupos e famílias, possuindo mesas de piquenique, grelhas de churrasco, um campo de futebol, um parque infantil e um abrigo coberto para mais de 300 pessoas.

Faixa publicitária


Utilizamos cookies para fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a nossa utilização de cookies.